Sábado, 28 de Julho de 2012
Prepare o seu corpo para ser mãe

Manter uma alimentação equilibrada, fazer algum exercício físico e não fumar é a trilogia básica que todas as mulheres devem seguir. Em primeiro lugar por questões óbvias de saúde, mas também porque só mantendo uma vida saudável conseguirá preservar a sua fertilidade. Importante é, também, a visita regular ao seu ginecologista e o cuidado com a higiene e vida sexual: evite, a todo o custo, ter relações sexuais com parceiros ocasionais sem preservativo. Deste modo, diminui, consideravelmente, o risco de infecções. Aliás, as infecções do aparelho reprodutor são mais frequentes do que se julga e podem representar riscos para si e, em caso de gravidez, para o bebé.

A candidíase, umas das infecções mais frequentes do aparelho reprodutor, não é das mais graves, quando devidamente tratada. O problema é que pode não ter sintomas, ou estes podem não passar de um corrimento anormal, tipo coalho de leite, esbranquiçado ou acinzentado. Esta infecção não é, exclusivamente, uma doença sexualmente transmissível e, muitas vezes, deriva de um desequilíbrio da flora vaginal. O uso de desodorizantes íntimos, lingerie de nylon ou a permanência no corpo de fatos de banho molhados pode contribuir para fazer surgir a infecção. Outros factores de risco são, precisamente, a gravidez, o uso da pílula ou de corticóides e a diabetes.

Outras infecções frequentes, como a gonorreia, o herpes ou as decorrentes do vírus do papiloma humano podem ser facilmente detectadas através da citologia e outros exames ginecológicos. Todas as mulheres devem, aliás, consultar, pelo menos uma vez por ano, um ginecologista, desde o momento em que iniciem a sua vida sexual. A consulta deve ocorrer, também, se houver dor ou ardor durante o coito.

Vigie a balança

O excesso de peso pode alterar os sinais hormonais enviados aos ovários, dificultando a produção de óvulos. Além disso, o excesso de peso pode conduzir a uma aumento da tensão arterial, o que se torna um factor de risco durante a gravidez.

Por outro lado, a magreza excessiva também deve ser evitada. Nestes casos, o cérebro produzirá menor quantidade de hormonas, essenciais ao desenvolvimento dos óvulos.

Para controlar o seu peso faça contas e descubra o seu índice de massa corporal. Divida o seu peso, em quilos, pelo quadrado da sua altura. Por exemplo, se pesa 60kg e mede 1,70m, o seu índice de massa corporal calcula-se da seguinte maneira: 60:(1,70x1,70)=20,7. Como o resultado se situa entre 20 e 24,9 o seu peso é normal. Abaixo de 20 significa magreza. Acima de 25 excesso de peso.

Não caia em dietas disparatadas, que também podem ser prejudiciais à sua saúde. Consulte um nutricionista e aprenda a comer bem. Inclua todo o tipo de alimentos na sua dieta, com moderação. Não se esqueça de comer quantidades generosas de legumes e frutas.

Esteja atenta ao período

A forma como o seu período menstrual decorre é muito importante, uma vez que pode denunciar eventuais problemas do aparelho reprodutor. Ciclos menstruais irregulares, dolorosos ou demasiado abundantes devem ser analisados. Todos estes factores podem estar relacionados com o síndroma dos ovários poliquísticos, que conduz a uma instabilidade hormonal, podendo diminuir a produção de óvulos.

Os períodos demasiado abundantes ou particularmente dolorosos podem ser sinal de endometriose, que consiste no desenvolvimento anormal do tecido que forra o útero, fora deste órgão. O uso de medicação, incluindo a pílula anticoncepcional, podem ajudar a controlar a endometriose, que pode requerer cirurgia para tratamento definitivo.

Não esqueça:

1. Visitas ao ginecologista: 1 vez por ano

2. Exames a fazer antes de engravidar: citologia (papanicolau), colposcopia e análises específicas, entre elas as de despiste de doenças infecciosas (sífilis, SIDA, hepatite B e C), grupo sanguíneo, rubéola e toxoplasmose.

3. Hábitos a manter: vigiar o peso, não fumar, não abusar do álcool ou outras drogas.

Deixar de fumar é importante porque...

... o tabagismo é um dos principais inimigos da fertilidade. Estudos clínicos demonstram que as substâncias químicas presentes nos cigarros deterioram a qualidade dos óvulos. Por isso, se quer engravidar, deixe de fumar!

Por outro lado, a associação entre álcool, tabaco e outras drogas afectará o cérebro, com consequentes danos a nível hormonal.


fonte:http://activa.sapo.pt/



publicado por adm às 22:30
link do post | comentar | favorito
|

Dez sinais indicam gravidez; conheça-os

"Gravidez não é doença", diz o ditado, mas traz consigo uma série de sintomas. Toda a mobilização que o corpo da mulher faz para manter o bebê gera alterações físicas. Esses sinais podem ser uma boa pista para quem não sabe está grávida ou não. 

Para ajudar as mulheres que estão na dúvida, e ainda não decidiram fazer o exame de sangue ou o teste da farmácia, o Terra conversou com Eduardo Cordioli, coordenador médico da Maternidade do Hospital Israelita Albert Einstein, de São Paulo. O médico listou dez sinais que indicam que a mulher está esperando um bebê. 

1. Atraso menstrual
O primeiro de todos os sinais é o atraso menstrual. "Com um dia de atraso menstrual, a mulher já pode fazer um teste de farmácia ou o exame de sangue. Se ela quiser esperar para ter mais segurança no resultado, com 15 dias de atraso menstrual, ela já pode procurar um ginecologista, que vai detectar a gestação por meio de uma ultrassonografia", explica Eduardo. 

2. Dores nas mamas
Junto do atraso menstrual, vêm as dores na região das mamas. De acordo com o médico, a mulher tem que ficar atenta a esse sinal, pois as dores causadas pela gestação são mais fortes do que o incômodo que normalmente é sentido dias antes e durante a menstruação. 

3. Enjoo
O enjoo normalmente chega a partir da quarta semana de gestação e é um dos sinais clássicos. Com esse sintoma, a mulher já pode se preocupar em fazer um teste de farmácia e marcar uma consulta com o ginecologista, pois, provavelmente, está completando um mês de gravidez. 

4. Alterações nos hábitos alimentares
É no primeiro mês da gestação que se iniciam as mudanças nos hábitos alimentares. Segundo Eduardo, cada mulher vive essa alteração de um modo. "Tem mulher que come muito, outras não querem comer, algumas sentem vontade de comer terra, por exemplo. É uma mudança brusca que varia de mulher para mulher", afirma. 

5. Sonolência
Sim, mulher grávida sente mais sono. O médico explica que isso acontece porque as gestantes têm diminuído o sono REM (do inglês, rapid eye movement, ou movimento rápido dos olhos), estágio do sono que é considerado restaurador. Esse sintoma começa aparecer no segundo mês de gravidez. 

6. Alterações de humor
Gravidez é sinônimo de explosão de hormônios, o que altera o humor das gestantes. Por isso, é comum que nesse período a mulher sinta-se mais sensível e, de uma hora para outra, mais irritada. As mudanças de humor acontecem desde o primeiro mês da gestação. 

7. Tontura e fraqueza
Depois do primeiro mês de gestação, é normal que a mulher tenha momentos de tontura e fraqueza. Esse é mais um sinal que pode indicar uma gravidez. 

8. Alteração da libido
A partir da oitava semana de gestação, a mulher vai sentir uma mudança no seu desejo sexual. Eduardo afirma que, assim como as alterações alimentares, o apetite sexual muda de maneira diferente em cada mulher. Algumas podem ter um aumento da libido e outras, diminuição. 

9. Frequência urinária
Mulheres grávidas sentem muita vontade de urinar desde o primeiro mês de gestação. Esse sintoma aparece aos poucos, conforme o crescimento do útero que vai pressionando a bexiga. 

10. Palpitações
É comum que gestantes sintam palpitações. Elas são leves, mas também são um indício de que a mulher pode estar esperando um bebê. 

FONTE:http://vidaeestilo.terra.com.br/f



publicado por adm às 21:36
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 21 de Julho de 2012
Consumo de farinha de milho na gravidez diminui risco de autismo e de outras doenças

Uma pesquisa que acaba de ser divulgada pelo "American Journal of Clinical Nutrition" comprova que as mulheres que consomem cerca de 600 microgramas diárias de vitamina B-9 (também conhecida como ácido fólico) têm maiores chances de proteger os filhos contra o autismo e de outras doenças, como a anencefalia e a espinha bífida (mielomenigocele).

A forma mais prática de promover o provimento da vitamina B-9 é por meio do consumo de farinhas de milho, que não enriquecidas com ácido fólico, por determinação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Além disso, as farinhas de milho também são enriquecidas com ferro, para evitar a anemia.

A pesquisa foi realizada entre 2003 e 2009, período em que o estudo analisou as informações de 837 mães de filhos autistas entre dois e cinco anos. O trabalho de investigação foi iniciado três meses antes das mulheres engravidarem e seguiu até o final da gestação. A quantidade e a frequência de ingestão do ácido fólico foram avaliadas em cada caso.

A ingestão de vitamina B-9 também concorre para evitar o mal de Alzheimer, reduz o risco de doenças cardíacas e derrames, contribui para controlar a pressão arterial e é recomendada no tratamento de várias anemias.

fonte:http://www.revistafator.com.br/



publicado por adm às 00:54
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Exercícios ajudam a aliviar as dores lombares de grávidas

A gravidez é um período de inúmeras mudanças físicas no organismo da mulher. Mesmo com os ajustes que o corpo faz, as dores lombares são uma realidade para a maioria das gestantes. De acordo com Luciana Flor Cardoso, responsável pelo Programa Gestante da Cia Athletica Anália Franco, em São Paulo, e personal trainer de gestantes, praticar atividades físicas ajuda a aliviar as dores nas costas e a manter a futura mãe saudável. 

A gestante que gostaria de iniciar uma atividade física deve conversar com seu obstetra e pedir uma liberação para dar início às aulas. As academias só autorizam a matrícula de mulheres grávidas mediante a apresentação do atestado do médico. 

Segundo Luciana, a academia monta o plano de exercícios de acordo com o estilo de vida que a mulher levava antes de engravidar. "Se já for uma mulher ativa, que fazia musculação e praticava exercícios, nós vamos limitar a intensidade das atividades, mas ela pode dar continuidade", afirma. "Além de diminuir o ritmo, vamos limitar a frequência semanal e faremos um rigoroso controle cardiovascular. E as atividades de impacto serão evitadas", conta Luciana. 

É indicado que a gestante faça atividades que enrijeçam os principais músculos que serão muito utilizados durante a gravidez, como a musculatura dorsal e a região das pernas. De acordo com Luciana, o estímulo na musculatura dorsal é fundamental para o alívio dos desconfortos de coluna que o período pode proporcionar. 

Caso a mulher não esteja habituada a praticar atividades físicas, o programa é o mesmo, mas em menor intensidade. Segundo a profissional, os médicos, na maioria das vezes só liberam atividades físicas após o terceiro mês da gestação. O primeiro trimestre é considerado de risco, por isso os cuidados são maiores no período. 

Além de estimular a musculatura, o segundo pilar do programa para as futuras mães deve ser exercitar a parte cardiovascular, com caminhadas, uso da esteira e bicicleta. O alongamento é essencial para fechar o ciclo. É com ele que a gestante vai exercitar sua flexibilidade. 

Para Luciana, a futura mãe deve estender o hábito de se exercitar ao longo da vida. "Praticar atividades físicas é sinônimo de bem-estar e saúde. A estética é consequência." 

fonte:http://vidaeestilo.terra.com.br/



publicado por adm às 00:53
link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 18 de Julho de 2012
O enxoval do bebé

Não se precipite comprando roupa em demasia

 

Aproveite a época de férias para comprar tudo o que o seu bebé vai necessitar.

A época estival é ideal para quem necessita de ir às compras. As lojas estão com pouco movimento e é fácil circular pela cidade de automóvel ou de transportes. Embora esteja calor, o ambiente das lojas está agradável porque, em geral, é climatizado. As empregadas têm todo o tempo que necessitamos para nos atenderem.

Agora têm hipótese de ver calmamente o que necessita e verificar e comparar os melhores preços que lhe oferecem. Sabemos que todos os futuros pais se preocupam com o enxoval do bebé e, maioritariamente, só começam a adquiri-lo quando a ecografia já lhes garantiu o sexo do bebé. A verdade é que ainda hoje há mamãs que se preocupam muito com as cores mais apropriadas para a menina ou o menino que vai chegar.

Quando está para nascer o primeiro filho do casal, os pais ficam muito preocupados e, por norma, não sabem bem o que devem comprar e, muitas vezes, esquecem-se que não é necessário um grande enxoval, pois o bebé cresce rapidamente e as primeiras roupinhas apenas servem para os primeiros três meses. Desta forma, vamos deixar-lhe alguns conselhos para que não exagere e não se precipite comprando roupa em demasia. Todavia, o enxoval não se compõe apenas de roupa e se ainda não sabe o sexo do seu bebé, pode ir comprando tudo aquilo em que a cor não é importante.

Artigos imprescindíveis
Mesmo que já tenha preparado o quartinho do seu bebé, tendo adquirido uma mobília completa, não esqueça que nos primeiros meses o bebé vai necessitar de um pequeno berço para dormir no seu quarto.
Existem vários tipos de berços, de vários estilos e para todas as bolsas. Pense que o berço vai ter de caber no seu quarto e apenas vai servir durante os primeiros seis meses. A sua preocupação deve ser apenas que seja confortável e seguro. Veja o que existe no mercado, compare os preços e opte, tendo apenas em consideração a segurança e a comodidade.

A banheira é, tal como o berço, um artigo imprescindível, veja o que existe nas diversas lojas de puericultura e lembre-se que o mais importante é a segurança. Veja se se adapta ao local aonde a vai colocar. Não esqueça um tapete anti-derrapante para colocar quando estiver a dar o banho ao seu bebé.

O carrinho é uma das aquisições que pode fazer desde já. Verifique a comodidade e a segurança, o peso, e ainda a facilidade de lavagem. A cadeirinha de segurança auto Grupo 0 ou a alcofa é imprescindível desde a hora em que sai da maternidade.
Existem vários modelos homologados que garantem toda a segurança e comodidade ao recém-nascido. Veja diversas marcas e preços. Pode ainda pedir conselhos aos amigos que têm filhos pequenos. Compare os preços.

Os lençóis e as mantinhas para o berço podem também adquirir-se previamente. O importante é que sejam de fibras naturais. Meia dúzia de lençóis e duas mantinhas são essenciais. Não esqueça que servem apenas para o período de utilização do berço. Dois ou três toalhões de banho para o bebé chegam para os primeiros tempos. É importante que sejam de fibras naturais e muito macios.

Meia dúzia de fraldas de pano vão dar sempre jeito, mesmo que vá, naturalmente, utilizar fraldas descartáveis. Contudo, se quer poupar algum dinheiro, pense que um bebé utiliza mais de seis fraldas por dia. As fraldas de pano são reutilizáveis, muito embora tenham de ser lavadas.

O que não deve esquecer:

- 4 baygrows (tamanho recém-nascido)
- 6 bodies interiores manga comprida (tamanho recém-nascido)
- 4 calças interiores com pés (tamanho recém-nascido)
- 4 camisinhas (tamanho recém-nascido)
- 4 camisolas interiores (tamanho recém-nascido)
- 4 casaquinhos de malha (tamanho recém-nascido)
- 3 bodies de manga comprida (tamanho recém-nascido)
- 3 bodies de manga curta (tamanho recém-nascido)
- 2 toucas/barretes de malha (tamanho recém-nascido)
- 2 sacos/envolta/xaile
- 6 babetes
- 3 calças para sair (tamanho recém-nascido)
- 2 casacos de malha para sair (tamanho recém-nascido)
- 2 pares de luvas (tamanho recém-nascido)
- 6 pares de botas de malha (tamanho recém-nascido)
- 3 pares de meias (tamanho recém-nascido)
- 2 pares de collants (tamanho recém-nascido)

Prático e confortável
O enxoval – roupa para o bebé – deve ser adquirido tendo em atenção a idade dos bebés. Assim, pode encontrar os tamanhos para recém-nascido, três meses, seis meses, 12 meses e assim por diante. Compre o essencial, pois a roupa para recém-nascido pode servir-lhe apenas durante os primeiros dois ou três meses. Além disso, não se esqueça que muitas das ofertas para o bebé, quando nascer, serão certamente roupinhas com tamanho para recém-nascido. Opte por fibras naturais, verifique se não tem etiquetas interiores ou costuras que o arranhem. A roupa deve ser muito prática e fácil de lavar e engomar.

Se quiser comprar mais peças de roupa, compre o tamanho a seguir, pois, se o seu bebé nascer grande ou crescer muito rapidamente, não vai estar com a preocupação de renovar o seu enxoval.

Lavar antes de usar
Todo o enxoval do bebé deve ser lavado e engomado antes de ser utilizado. Lave a roupa do bebé na máquina em separado de qualquer outra roupa e utilize apenas produtos adequados.
Aconselham-se ainda produtos concebidos para peles sensíveis. Evite os amaciadores ou detergentes agressivos. Existem no mercado produtos adequados para a lavagem de roupa de bebé. Sempre que possível coloque a roupa a secar ao Sol.

Alimentação
Independentemente do seu bebé ir ser amamentado, poderá comprar já os elementos prioritários para a alimentação. Entre eles compre, pelo menos, 2 ou 3 biberões (para o leite e para a água), um esterilizador, um escovilhão para lavar os biberões, e adquira também as chupetas. Pode encontrar várias marcas e modelos nas casas de especialidade ou na farmácia. Pode aconselhar-se com o seu farmacêutico acerca dos biberões e das chupetas mais adequadas a um bebé recém-nascido.

Higiene
Nesta altura ainda não vale a pena comprar muitos produtos de higiene. Compre só o essencial e no que respeita a cosmética para bebé, vale mais, depois do bebé nascer, seguir os conselhos do pediatra. Nesta altura pode adquirir uma escova de cerdas maleáveis própria para pentear o bebé, uma tesoura sem pontas adequada ao corte das unhas do bebé, uma esponja e um termómetro para verificar a temperatura da água do banho.

Texto: Maria Martins

 

fonte:http://familia.sapo.pt/g

 



publicado por adm às 22:53
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 16 de Julho de 2012
Gravidez ectópica

Quando um óvulo fertilizado se implanta fora da cavidade uterina



Quando um óvulo fertilizado se implanta fora da cavidade uterina, a gravidez denomina-se ectópica

A gravidez ectópica acontece maioritariamente quando o embrião se implanta numa das Trompas de Falópio. Contudo, em alguns casos a implantação do embrião pode ocorrer no ovário, no canal cervical ou em qualquer outro local da cavidade abdominal.

Algumas mulheres com uma gravidez ectópica têm os sintomas comuns a qualquer gravidez normal – náuseas, vómitos, aumento dos seios. No entanto, outras podem não se aperceber de que estão grávidas porque após alguns dias – cerca de uma semana – após a primeira falta, têm um pequeno sangramento vaginal, em alguns casos, com um tom mais acastanhado, que confundem com o período menstrual.

A gravidez ectópica é causada frequentemente por uma obstrução que atrasa o percurso de um óvulo fecundado através das trompas de Falópio até ao útero. Muitas vezes causada por uma endomiteriose, por um defeito congénito nas trompas de Falópio ou por uma anterior gestação. Entre outros prováveis factores, podem ainda considerar-se a idade materna superior a 35 anos ou até a uma gravidez com um dispositivo entra-uterino – DIU – colocado.

Sintomatologia
Em geral, mesmo que inicialmente a mulher tenha os sintomas próprios de uma gravidez normal, a gravidez ectópica é acompanhada de outros sintomas, a que qualquer grávida deve estar alerta, para que se dirija ao seu médico, caso venham a ocorrer.

Entre eles destacamos o sangramento vaginal, as cólicas num dos lados da pélvis, dor na parte inferior do abdómen ou na zona da pélvis. Estes sintomas podem ainda ser acrescidos de desmaios ou sensação de desmaio, hipotensão, pressão forte no recto ou dores súbitas e fortes no abdómen.

Em qualquer dos casos, se a grávida tiver algum destes sintomas, deve de imediato dirigir-se ao seu médico para que ele possa fazer um diagnóstico correcto e proceder ao tratamento. Dado que, como dissemos anteriormente, a gravidez ectópica pode estar localizada em diversos locais, passamos a descrever cada um dos mais prováveis:

Gravidez na Trompas de Falópio
A grande maioria das gravidezes ectópicas resultam da implantação do óvulo fecundado nas trompas. Todavia, este tipo de gravidez pode ainda diferenciar-se dependendo do local das trompas onde o blastocisto – óvulo fertilizado – se implantou.
Assim consideraremos como Gravidez Ectópica Intersticial aquela em que a implantação ocorre no trajecto intra-mural da trompa. As gravidezes ntersticiais são as que rompem mais tardiamente, uma vez que esta porção das trompas uterinas está envolvida por miométrio, que lhe confere uma maior capacidade de distensão, permitindo assimo desenvolvimento da gravidez.

A gravidez ectópica na zona ampular das trompas pode considerar-se percentualmente a mais levada e menos grave (representa cerca de 80% das gravidezes ectópicas), dado que, regra geral o embrião não tem a possibilidade de se desenvolver muito e os sintomas aparecem mais rapidamente. A gravidez ectópica fimbrial representa cerca de 5% das gravidezes ectópicas e tal como a gravidez na zona ampular, pode considerar-se menos grave que a gravidez intersticial e, também, de sintomatologia mais rápida.

Gravidezes raras
Cerca de dois por cento das gravidezes ectópicas podem desenvolver-se nos ovários, no colo uterino ou na zona intra-abdominal. Contudo, percentualmente o valor é tão baixo que se podem considerar casos raros. Também raros são os casos de Gravidez Heterotópica e numa grande percentagem dos casos, o feto que está implantado no útero tem possibilidades de se desenvolver de forma saudável.
A gravidez heterotópica acontece quando após dois óvulos fecundados, um dele faz a sua implantação natural no útero, enquanto o outro ficou pelo caminho e se implanta ao longo do percurso.

Detecção e diagnóstico
A dor pélvica ou abdominal é o sintoma mais comum e usualmente é acompanhada de uma hemorragia vaginal anormal. Esta hemorragia ocorre quando o embrião começa a crescer, e causa uma ruptura por não estar implantado no útero. Em simultâneo com a dor, pode ocorrer a taquicardia, a hipotensão e a sensibilidade dos movimentos cervicais. Apenas 10% das gravidezes ectópicas são diagnosticadas antes da ruptura.

Testes de gravidez positivos associados a uma ecografia transvaginal permitem o diagnóstico. Um embrião que se implante fora da cavidade uterina não conseguirá sobreviver, pelo que é essencial que se erradique do organismo materno, pois se permanecer implantado poderá conduzir a hemorragias intensas e até mesmo à morte da progenitora. O tratamento da gravidez ectópica é essencialmente cirúrgico mas, em certas circunstâncias, podem ser utilizados citostáticos.

Texto: Maria Martins
Revisão científica: Dra. Madalena Barata, Directora do Centro de Medicina da Reprodução do British Hospital-Lisbon XXI

fonte_:http://familia.sapo.pt



publicado por adm às 22:56
link do post | comentar | favorito
|

Preparar a gravidez

As férias são o período ideal para a concepção




As férias são o período ideal para proporcionar o descanso e hábitos saudáveis para enfrentar a concepção.

Amaior parte dos casais leva, durante todo o ano, uma vida agitada e plena de stress provocados pelo ritmo a que a sociedade actual obriga. Especialmente para os que vivem na cidade, o corre-corre constante, as filas para apanhar os transportes ou para circular na cidade são de tal modo cansativas que quando se chega ao emprego ou a casa, o bom humor já se perdeu e o stress já se instalou.

Para além deste correpio contínuo, há ainda que contar com as refeições feitas a correr e, muitas vezes, sem a qualidade que seria desejável para uma saúde razoável, muito especialmente para os casais que pensam iniciar uma gravidez.Contudo, as férias podemser o início de uma alteração nas rotinas, para que se abandonem os hábitos nefastos e se inicie uma nova vida.

Férias saudáveis
Se já pensou em iniciar uma gravidez, por certo, já falou com o seu médico e ouviu todos os seus conselhos para estar em boa forma, de modo a ter uma gravidez sem problemas e um bebé cheio de saúde.
Aproveite então estas férias para iniciar uma nova vida. Comece por eleger um local calmo, para se livrar das longas filas, quer nos restaurantes quer para encontrar um estacionamento para o automóvel. Não importa se prefere a praia, o campo ou a montanha, pois, o importante é que esteja num local aprazível que lhe proporcione toda a comodidade e lhe permita manter um ritmo calmo neste período de férias.

Preferencialmente, escolha um local que lhe permita arrumar o carro e andar a pé. O carro só deve ser utilizado em qualquer passeio nos arredores ou quando for necessário ir abastecer-se a alguma grande superfície mais distante do local da sua residência de férias.

À beira-mar
Se está numa zona de praia, levante-se cedo, tome um bom pequeno-almoço e vá a pé, logo pela manhãzinha para poder usufruir do poder saudável do Sol depois de uma caminhada que ajudará a manter o corpo em boa forma. Não esqueça uma garrafa bem cheia de água e alguma fruta para mitigar o apetite matinal. Aproveite um refrescante banho no mar que massajará o seu corpo e lhe proporcionará uma verdadeira hidromassagem, activando a circulação sanguínea, ao mesmo tempo que promove o relaxamento muscular, com efeitos muito semelhantes a uma sessão de thalassoterapia.

Regresse a casa antes dos efeitos perniciosos do Sol e que o calor intenso a impeça da caminhada de regresso. Depois destes exercícios matinais – caminhada e natação – ao regressar a casa, prepare uma refeição saudável e, sempre que possível, privilegie os alimentos locais. O peixe grelhado acompanhado de uma variada, colorida e fresca salada fornecer-lhe-á as vitaminas, sais minerais e nutrientes necessários numa agradável e fresca refeição. A fruta deverá ser a sua sobremesa preferencial e a água ou os sumos naturais as suas bebidas.

Uma pequena sesta proporciona o descanso ao corpo e ao cérebro, pois não esqueça que o sono ajuda a equilibrar o organismo. Após a sesta dê um passeio pela orla marítima, divirta-se com o seu companheiro e esqueça os problemas dos dias de trabalho. Goze cada dia como se fosse o único. Afaste o stress e aspire os odores salgados da maresia como uma bênção divina.

Faça uma refeição frugal ao jantar, privilegiando os legumes nas sopas ou em saladas. Esqueça as gorduras e as refeições copiosas ou muito condimentadas. Esqueça as bebidas alcoólicas e se fuma, enterre o maço de cigarros no seu primeiro dia de férias. Prepare-se para uma noite calma, deite-se de preferência antes das 23 horas, durma oito horas seguidinhas, para se levantar fresquinha e iniciar um novo dia.

No Campo
A vida no campo inicia-se bem cedinho e se quiser beneficiar da aragem fresca da manhã, ao mesmo tempo que usufrui dos prazeres da vida campesina, tome bem cedinho um bom pequeno-almoço com o pão fresco, acabado de sair do forno, acompanhado de uma boa compota ou queijo da região. Não esqueça uma boa peça de fruta e parta para um passeio pelo campo, ainda orvalhado. A pé ou de bicicleta, dependendo das suas preferências, proporcionar-lhe-á o exercício necessário para que se mantenha em forma.

Tal como na praia, as refeições devem ser simples. Preferencie as carnes magras, a fruta, os legumes, não esquecendo os cereais. As férias no campo parecem sempre mais calmas e o entardecer transporta-nos para uma dimensão em que a paz e o silêncio, interrompidos pelo cantar das cigarras não permite que o stress se instale.

Tempo para amar
Bem longe dos encontros e desencontros a que todos os casais estão sujeitos devido aos seus deveres profissionais, agora, durante estas férias, têm todo o tempo para amar.
E se no dia-a-dia esqueceram pequenos gestos de ternura, é altura de iniciarem um novo namoro. Tal como numa dança de acasalamento entre qualquer espécie animal, a sedução é um elemento essencial para iniciar este novo período na vida de um casal. Recordar as pequenas brincadeiras que os faziam sorrir, os beijos que os deixavam afogueados, os abraços que os pareciam unir para a eternidade...

Agora, sem receios, sem tempo, podem entregar-se a si próprios e dizer em sussurro o que não tiveram oportunidade de fazer, durante um ano em que a pressão os condicionou e que o tempo não proporcionou.
Amar sem tempo e sem fronteiras, sem condicionalismos e apenas com a alma e coração próprios dos apaixonados.

Prontos para a Aventura
Sem stress, com uma alimentação saudável e um corpo exercitado e com muito amor, podem iniciar a aventura.
Abaixo o álcool, os cigarros, o stress, a comida de plástico, as noitadas. Privilegiem uma alimentação saudável (muitas vitaminas, sais minerais e proteínas), não esqueçam o exercício diário, um sono reparador. Esta receita e muito amor vão com certeza permitir uma gravidez saudável e um bebé cheio de saúde e nascido num ninho de amor.

Texto: Isabel Santos
Revisão científica: Dra. Madalena Barata, Directora do Centro de Medicina da Reprodução do British Hospital-Lisbon XXI

fonte:http://familia.sapo.pt/



publicado por adm às 22:51
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 15 de Julho de 2012
Exame de sífilis na gravidez pode salvar milhares de bebês, diz estudo
As vidas de centenas de milhares de bebês podem ser salvas anualmente se mulheres grávidas fizerem exames de sífilis, dizem pesquisadores na Grã-Bretanha. Pesquisadores da University College London analisaram 10 estudos prévios, que envolveram um total de 41 mil mulheres, e divulgaram suas conclusões na publicação científica "Lancet Infectious Diseases".


A sífilis causa a morte de meio milhão de bebês todo ano, número que inclui natimortos e bebês que morreram pouco após o nascimento, a maioria na África subsaariana.


Os pesquisadores dizem que exames e consequentes tratamentos a base de antibióticos seriam uma forma barata e efetiva de diminuir pela metade o número de mortes.


O estudo sugere que a realização de exames acompanhados de tratamento resultou na redução de 58% dos casos de natimortos e em uma redução similar nos casos de mortes nas primeiras semanas de vida. Casos de sífilis congenital também foram reduzidos.


Custo

A sífilis é uma doença sexualmente transmissível que resulta em ferimentos e coceiras e evolui para danos mais sérios ao coração, cérebro e olhos, podendo causar a morte. Ela pode ser passada de mãe para filho pela placenta, doença conhecida como sífilis congenital.


Calcula-se que menos de uma em cada oito mulheres faz o teste de sífilis durante a gravidez e mais de dois milhões de mulheres com a doença ficam grávidas anualmente. Em mais de dois terços dos casos, ocorrem sérias complicações.


Outro estudo complementar publicado no Lancet calcula que o custo para a realização de testes para a sífilis é de US$ 1,44 (equivalente a cerca de R$ 2,3).


Os pesquisadores dizem ainda que se todas as mulheres grávidas que testarem positivo receberem uma única dose do antibiótico benzatina antes da 28ª semana de gravidez, não haveria mais mortes de bebês recém-nascidos causa da sífilis.

fonte_:http://www.expressomt.com.br/v


publicado por adm às 11:51
link do post | comentar | favorito
|

.pesquisar
 
.posts recentes

. Tudo sobre vacinas para g...

. Mulheres aconselhadas a c...

. Quer engravidar? Fique at...

. Saúde: 20% das mulheres g...

. 5 alimentos proibidos na ...

. Vinte e um fatos bizarros...

. Evite certos alimentos...

. Os exames que toda mulher...

. Benefícios da ingestão de...

. Obesidade na gravidez aum...

. Oftalmologista diz que us...

. Tipo de coceira rara na g...

. Usar antibiótico durante ...

. Obesidade na gravidez

. Mulheres com distúrbios a...

.tags

. 10 a 11 semanas

. 11 a 12 semanas

. 12 a 16 semanas

. 18 a 24 semanas

. 19 mitos sobre a amamentação

. 25 semanas

. 26 semanas

. 28 a 33 semanas

. 28 semanas

. 35 anos

. 6 a 8 semanas

. 6 semanas

. 8 a 9 semanas

. 9 a 10 semanas

. abertura vaginal

. aborto

. aborto espontaneo

. aborto espontâneo

. ácido fólico

. actualidade

. acupuntura

. adolescente

. alcool

. alergias

. alimentação

. amamentar

. amniocentese

. analise

. anemia

. ansiedade

. anti-séptico

. aos 30 e aos 40

. as dúvidas

. asma

. bebe

. bebes

. cabelo

. calor

. casamento

. células

. células estaminai

. celulite

. cesariana

. cloasma

. colesterol

. coluna

. concelhos

. concepto

. contracções

. corpo

. corte cirúrgico

. curiosidades

. doença

. dor

. duvidas

. enjoos

. estrias

. exercício

. filho

. gases

. gemeos

. gestação

. gravida

. grávida

. gravidez

. gravidez de risco

. gravidez ectópica

. gripe

. hipertensão

. infertilidade

. leite

. mãe

. mae

. manchas

. mulher

. nascimento

. nomes

. noticias

. obesidade

. paixão

. parto

. pele

. período fertil

. placenta

. placenta prévia

. portugal

. pós-parto

. pos-parto

. prazer

. sangue

. saúde

. saude

. sentimentos

. sexo

. sintomas

. sintomas de gravidez

. testes de gravidez

. ventre

. vida

. video

. todas as tags

.arquivos

. Outubro 2016

. Maio 2015

. Dezembro 2014

. Outubro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

.links
.subscrever feeds