Domingo, 13 de Fevereiro de 2011
As dúvidas da gravidez

A gestação inicia-se quando o embrião se implanta no útero, ou seja, cerca de três semanas depois da data da última menstruação e uma semana depois de o espermatozóide fecundar o óvulo.

 

Durante toda a gravidez produzem-se inúmeras modificações no corpo da futura mãe. Embora durante o primeiro trimestre não sejam evidentes exteriormente, são muito significativas.
A revolução hormonal própria deste período tem um efeito enorme sobre o estado de ânimo da grávida, a instabilidade emocional agudiza-se, e as alterações de humor são relativamente frequentes. A sensação de sonolência durante os primeiros meses pode, em algumas mães, ser quase constante.
É durante os primeiros três meses que o bebé se forma. Durante os restantes seis meses o bebé vai apenas amadurecer e crescer. Por isso, o primeiro trimestre é considerado como o mais importante da gravidez e a grávida deve estremar os cuidados quer na sua alimentação, quer na ingestão de quaisquer medicamentos sem prescrição clínica. Deve evitar todos os factores de risco. Muito embora a ingestão de ácido fólico se recomende para diminuir o risco de defeitos no tubo neural - espinha bífida, mielomeningocele, anencefalia - a sua ingestão deve iniciar-se cerca de três meses antes da concepção. Quando a gravidez se confirma já é demasiado tarde pois o ácido fólico já não cumpre a sua função protectora dado que o tubo neural se forma antes que a mulher tenha confirmada a sua gravidez.

 

Desde o primeiro dia
No momento em que a mulher tem uma relação sexual sem protecção, milhares de espermatozóides passam através da vagina e ascendem até alcançar as trompas de Falópio. Quando a mulher se encontra no período fértil, um deles pode encontrar-se com o óvulo e fecundá-lo. No dia posterior à fusão, inicia-se a divisão celular do ovo, que ainda se encontra na trompa de Falópio. Este divide-se em duas partes iguais, que por sua vez voltam a dividir-se em duas, e assim sucessivamente até completar o processo.
As células agrupam-se em forma de amora e posteriormente, separam-se em dois grupos: as externas – trofoblasto –, que constituirão a futura placenta, e as internas – blastocisto – que darão lugar ao embrião propriamente dito. Formam-se as membranas externas – córion – e interna – âmnios – que constituem o “saco” onde habitará o embrião e o líquido amniótico.
O ovo inicia o caminho para o útero descendo pela trompa de Falópio . A gravidez inicia-se quando o embrião consegue implantar-se no endométrio. A comunicação materno-fetal produz-se através da placenta, que se une ao embrião por meio do que será o cordão umbilical. O cordão umbilical, que se manterá até ser cortado após o nascimento, tem como função transportar os nutrientes e o oxigénio ao bebé, e excretar para o organismo materno o dióxido de carbono e os produtos rejeitados pelo metabolismo fetal.

 

É durante os primeiros três meses que o bebé se forma. Durante os restantes seis meses o bebé vai apenas amadurecer e crescer.

Passo a passo – como se desenvolve a gravidez
Muito embora algumas mulheres pressintam que estão grávidas, a verdade é que apenas com o atraso menstrual a mulher confirma a sua gravidez. Nesta altura poderemos considerar que desde o início da gestação já decorreram cinco semanas. E assim a gestação decorre da seguinte forma:
Na 6ª e 7ª semanas o coração começa a bater e formam-se os pulmões e o tubo neural.
Na 8ª semana o embrião mede cerca de 10 a 14mm.
Na 9ª semana o embrião mede entre 17 a 22mm. Inicia os primeiros movimentos.
Na 10ª semana atinge cerca de 3cm. Começam a distinguir-se a zona cefálica, o corpo, e um esboço dos membros. Começa a modelar-se o rosto e a formar-se o que serão os dentes de leite. Os órgãos internos que irão dar origem aos grandes sistemas: digestivo, urinário, circulatório, pulmonar, sistema nervoso central e periférico, pele e anexos, continuam o seu desenvolvimento.
Na 11ª semana o embrião passa a denominar-se feto. Mede cerca de 4/5, 5cm. Os principais órgãos já se encontram definidos e em desenvolvimento. A cabeça encontra-se inclinada para a frente e a sua dimensão representa cerca de 50% do feto. Nos dedos das mãos e dos pés surgem as unhas (uma película ainda incipiente). O nariz encontra-se formado.
Na 12ª semana o feto mede cerca de 7,5 cm. Move os membros superiores e inferiores. Os traços do rosto vão-se gradualmente definindo. Formam-se os folículos pilosos que darão origem ao cabelo. Já tem pálpebras, embora ainda se encontrem fechadas.
Na 13ª semana o feto mede cerca de 8,5 cm. A cabeça equivale a um terço do comprimento do corpo. Começam a formar-se os ossos.
Na 14ª semana o feto mede cerca de 10 cm . Começam a formar-se os órgãos sexuais e os músculos.
Na 15ª semana o bebé mede cerca e 12cm. A cabeça mede cerca de 3cm. Os ossos continuam a calcificar-se. Abre e fecha a boca e engole líquido amniótico e elimina-o através da urina.

 

Meninos e meninas
É o espermatozóide que define se o bebé será menina ou menino.
As células sexuais femininas e as masculinas contêm informação genética, mas os óvulos produzem apenas cromossomas “X”, enquanto que os espermatozóides podem produzir aleatoriamente cromossomas “X” ou “Y”.
Quando o espermatozóide penetra no citoplasma do óvulo e alcança o núcleo, onde se encontra a informação genética, produz-se a fusão e o intercâmbio de cromossomas que dá lugar ao ovo e ao zigoto, primeira célula do bebé a partir da qual se formarão todas as outras. A informação genética do ovo é única, determinada pelos 46 cromossomas fornecidos pelos pais (23 do homem e 23 da mulher). No momento da fusão são definidas as características e o sexo do bebé.
Se o espermatozóide tiver cromossomas “Y”, estes, unidos aos cromossomas “X” da mãe formarão um par “XY”: o bebé será menino. 
Se contém cromossomas “X”, somados aos “X” do óvulo o resultado será “XX”, e nascerá uma menina.

 

Sintomas da gravidez Muito embora nem todas as mulheres tenham os mesmos sintomas, poderemos considerar que os mais comuns são:
Náuseas especialmente ao acordar e vómitos.
Tensão mamária e inchaço.
Sono excessivo e prostração.
Recusa a determinados sabores e cheiros.
Hipotensão. Especialmente nas mulheres que habitualmente sofrem de baixa pressão arterial.
Obstipação. Devido ao excesso de progesterona e às alterações gastrointestinais típicas da gravidez, muitas mulheres sofrem de obstipação durante o primeiro trimestre.
Acidez. Embora a acidez costume surgir sómente a meio da gravidez, algumas mulheres começam a sofrê-la já desde o primeiro trimestre.

fonte:http://familia.sapo.pt/

 




publicado por adm às 10:55
link do post | comentar | favorito
|

.pesquisar
 
.posts recentes

. Tudo sobre vacinas para g...

. Mulheres aconselhadas a c...

. Quer engravidar? Fique at...

. Saúde: 20% das mulheres g...

. 5 alimentos proibidos na ...

. Vinte e um fatos bizarros...

. Evite certos alimentos...

. Os exames que toda mulher...

. Benefícios da ingestão de...

. Obesidade na gravidez aum...

. Oftalmologista diz que us...

. Tipo de coceira rara na g...

. Usar antibiótico durante ...

. Obesidade na gravidez

. Mulheres com distúrbios a...

.tags

. 10 a 11 semanas

. 11 a 12 semanas

. 12 a 16 semanas

. 18 a 24 semanas

. 19 mitos sobre a amamentação

. 25 semanas

. 26 semanas

. 28 a 33 semanas

. 28 semanas

. 35 anos

. 6 a 8 semanas

. 6 semanas

. 8 a 9 semanas

. 9 a 10 semanas

. abertura vaginal

. aborto

. aborto espontaneo

. aborto espontâneo

. ácido fólico

. actualidade

. acupuntura

. adolescente

. alcool

. alergias

. alimentação

. amamentar

. amniocentese

. analise

. anemia

. ansiedade

. anti-séptico

. aos 30 e aos 40

. as dúvidas

. asma

. bebe

. bebes

. cabelo

. calor

. casamento

. células

. células estaminai

. celulite

. cesariana

. cloasma

. colesterol

. coluna

. concelhos

. concepto

. contracções

. corpo

. corte cirúrgico

. curiosidades

. doença

. dor

. duvidas

. enjoos

. estrias

. exercício

. filho

. gases

. gemeos

. gestação

. gravida

. grávida

. gravidez

. gravidez de risco

. gravidez ectópica

. gripe

. hipertensão

. infertilidade

. leite

. mãe

. mae

. manchas

. mulher

. nascimento

. nomes

. noticias

. obesidade

. paixão

. parto

. pele

. período fertil

. placenta

. placenta prévia

. portugal

. pós-parto

. pos-parto

. prazer

. sangue

. saúde

. saude

. sentimentos

. sexo

. sintomas

. sintomas de gravidez

. testes de gravidez

. ventre

. vida

. video

. todas as tags

.arquivos

. Outubro 2016

. Maio 2015

. Dezembro 2014

. Outubro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

.links
.subscrever feeds