Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Tudo Sobre a Gravidez

A gravidez é um momento único na vida duma mulher, durante todo o tempo são enumeras as perguntas que ficam sem resposta, as preocupações com o nosso bebé, as incertezas e as duvidas que ficam no ar. Aqui será o espaço para acabar com algumas

A gravidez é um momento único na vida duma mulher, durante todo o tempo são enumeras as perguntas que ficam sem resposta, as preocupações com o nosso bebé, as incertezas e as duvidas que ficam no ar. Aqui será o espaço para acabar com algumas

Tudo Sobre a Gravidez

16
Dez13

Alimentação contra os enjoos na gravidez

adm

Um dos sintomas mais comuns da gestação, com certeza, é o enjoo. Você pode ficar enjoada com algo que ama, seja um cheiro ou uma comida. E a alimentação, tão importante para a saúde da mãe e do bebê, também ajuda a amenizar esse mal-estar típico do começo da gestação. Por isso, elegi este como o primeiro tema da minha coluna.

Como o enjoo é mais comum quando a grávida acorda, é importante que a primeira refeição do dia tenha alimentos mais "secos". Normalmente, sugiro uma maçã, torradas feitas com pão integral com um fio de azeite ou pouca manteiga clarificada (ghee*).

Ao longo do dia, sabe aquela regrinha de comer de três em três horas para manter o corpo funcionando e não engordar? Também se aplica na gravidez, sempre levando em conta as questões individuais. Lascas de gengibre em pequenas quantidades, chips de batata doce no forno e até a pipoca de panela são boas dicas para os lanches.

Vale lembrar que o mal-estar pode estar ligado à falta de vitamina B6, por isso invista em alimentos que suprem essa deficiência, como farelo e gérmen de trigo e carnes. O gelado também é um ótimo aliado contra o enjoo: picolé de frutas pode funcionar como um SOS quando a gestante está na rua e o mal-estar não vai embora de jeito nenhum.

Um cuidado importante que você deve ter é com os líquidos: o excesso piora a digestão e pode indiretamente agravar o problema. Para se manter hidratada (algo fundamental na gestação!), tome água, água de coco e sucos naturais aos poucos. Fique atenta também a alguns alimentos, como frituras, doces, e alimentos com temperos e odores muito fortes, que agravam o enjoo.

Depois do primeiro trimestre, a tendência é o mal-estar melhorar e talvez você precise ajustar a sua dieta por conta da restrição de alimentos que sofreu no início da gravidez. Vale procurar um especialista para ajudar você a equilibrar as suas refeições. Manter-se bem nutrida garante um ganho de peso dentro do ideal, saúde e boa nutrição para o bebê e uma excelente recuperação no pós-parto. Então cuide-se e tenha uma excelente gestação!

 

fonte:http://revistacrescer.globo.com/

27
Ago11

Enjoos na gravidez da mãe afectam psique da criança

adm

Os bebés nascidos de mães que durante a gravidez tiveram casos excessivos de náusea e de vómitos têm, no futuro, mais riscos de depressão e de ansiedade.
O problema, conhecido pela terminologia médica Hiperemese Gravídica (HG),  pode ter consequências que vão além da gravidez e atingir mais tarde as crianças.
Uma pesquisa, publicada, na quarta-feira, no “Journal of Developmental Origins of Health and Disease”, do Canadá, revela que os bebés nascidos de mães que tiveram HG são 3,6 vezes mais susceptíveis de desenvolver, na vida adulta, problemas de ansiedade, transtorno bipolar e depressão.
Estudos anteriores já revelavam que as crianças nascidas de mulheres que tiveram situações de náusea persistente nos três primeiros meses da gravidez tinham mais problemas de atenção e de aprendizagem aos 12 anos.  
“Apesar da hiperemese gravídica poder causar a fome e a desidratação na gravidez, nenhum estudo determinara os efeitos, a longo prazo, para o bebé”, disse Marlena Fejzo, pesquisadora da HG.
A pesquisa, conduzida pela equipa de Marlene Fejzo, permitiu que mulheres com HG descrevessem o histórico comportamental e emocional dos filhos.
E esclareceu que 16 por cento das mulheres grávidas apresentavam-se com depressão.  
O estudo revelou também que 38 por cento dos casos do grupo pesquisado relataram um transtorno psicológico ou comportamental em comparação com 15 por cento do grupo controlado.
Uma das hipóteses encontradas mostra que as taxas mais elevadas entre os bebés expostos a HG podem ser causadas pela desnutrição prolongada e desidratação das mães durante o desenvolvimento do cérebro fetal. A ansiedade e o stress são comuns durante e após o tempo de gravidez.
A HG é caracterizada por náuseas e vómitos violentos que causam desidratação e inanição.
Não existe uma causa conhecida, mas acredita-se que factores psicológicos podem desencadear vómitos intensos. 
A hiperemese desaparece, normalmente, por si só depois de alguns dias, mas durante a sua ocorrência é preciso manter a gestante hidratada e também repor as vitaminas perdidas.
A HG é diferente do mal-estar comum que afecta muitas mulheres em gestação. Se a grávida passar mal, sem haver perda de peso e desidratação, não é susceptível de contrair a  hiperemese gravídica.

fonte:http://jornaldeangola.sapo.ao/

20
Mar11

Como evitar os Enjôos matinais

adm

As mulheres que estão no começo da gravidez é comum sentirem enjôos  e vômitos, o que geralmente ocorre no período da manhã. Náuseas tende a acontecer, quando o estômago está vazio, então os médicos geralmente aconselham que as mulheres passam a comer pequenasrefeições frequentemente. Os enjôos pela manhã é extremamente comum. Isso ocorre em cerca da metade de todas as mulheres grávidas. As náuseas começam geralmente durante o primeiro mês de gravidez. Mas há mulheres que infelizmente sentem as náuseas durante toda a gestação.

O estresse emocional, viagens, ou alguns tipos de alimentos podem piorar o enjôo matinal. Os enjôos matinais geralmente continuam até o terceiro ou quarto mês de gravidez. Mas, enjôos e náusea mais leves ainda pode ir e vir durante a gravidez. E muitas vezes são desencadeados por determinados cheiros.

A causa exata desse mal estar que ocorre pelas manhãs ainda é desconhecido. No entanto, os pesquisadores acreditam que pode ser causado pelas mudanças hormonais ou baixa de açúcar no sangue durante a gravidez.

Existem algumas dicas para minimizar as náuseas, que as mulheres grávidas podem tentar, são as seguintes:

Comer um pouco de bolachas ou torradas antes de sair da cama pela manhã.
Comer um pequeno lanche antes de dormir e ao levantar para ir ao banheiro durante a noite.
Comer um lanche tão frequentemente quanto cada hora ou duas durante o dia
Manter um pequeno estoque de lanches em seu criado mudo para petiscar na parte da manhã – depois esperar 15 a 20 minutos antes de levantar.

Vale lembrar que estes lanches devem ser alimentos altamente saudáveis e com baixas calorias. Uma laranja, ameixa, tangerina, ou uma outra fruta que não seja muito gordurosa. Yogurte, palitos de cenoura e pepino, torradas que são tipos de lanchinhos leves que não vai comprometer o peso da gestante.

Isso tudo pode ser feito para evitar os enjôos matinais, já que é sabido que o enjôo é causado por estar com o estômago vazio. Nunca deve tomar remédios para enjôos sem o consentimento do médico responsável pela gestante.

fonte:http://www.mulherbeleza.com.br

08
Mai10

Enjoos matinais durante a gravidez, o que fazer para os evitar?

adm

As náuseas e o vómito durante os primeiros meses de gravidez já é descrito pelos egípcios há 2000 anos atrás, mas tal como hoje não se sabe exactamente o que as provoca nem uma forma de evitar totalmente estas situações.

Cerca de 50 a 70% das mulheres sofrem de náuseas e enjoo durante os três primeiros meses ou mesmo durante toda a gravidez. Este mau-estar varia muito de mulher para mulher. Algumas não sentem o mais pequeno enjoo, outras enjoam desde o levantar até ao almoço e outras ainda andam enjoadas as 24 horas do dia.

Ninguém sabe exactamente o que causa este enjoo, existem várias teses compiladas sobre este tema, mas o que se sabe é que existem pequenos conselhos que podem ajudar a ultrapassar melhor este período:

* Coma pela manhã bolachas de água e sal.

* Coma pouco de cada vez mas várias vezes ao dia.
Coma com frequência pequenas refeições. (5 a 6 vezes por dia).

* Não coma e beba ao mesmo tempo, tente beber entre as refeições.

* Beba o máximo possível.
Neste período é muito importante manter o corpo hidratado, beba pelos menos 8 copos de líquidos por dia, mas não durante as refeições.

* Tente manter uma dieta mais líquida (sumos de frutas, papas, sopas, etc.).

* Afaste-se de comidas picantes e gordurosas.

* Se o cheiro a incomodar não cozinhe.
É frequente o cheiro de comida aumentar o enjoo. Peça a alguém que cozinhe por si.

* Não faça movimentos bruscos.
Não se levante da cama de repente e evite gestos rápidos.

* Tome vitamina B6.
A vitamina B6 parece indicada para combater o enjoo matinal. Peça ao seu médico um suplemento de vitamina B6 (atenção – 25 miligramas/dia máximo).

* Apanhe ar fresco. Faça exercício físico.
Ande muito a pé e inscreva-se em ginástica de pré-parto, específica para grávidas.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Politica de privacidade

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D