Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Tudo Sobre a Gravidez

A gravidez é um momento único na vida duma mulher, durante todo o tempo são enumeras as perguntas que ficam sem resposta, as preocupações com o nosso bebé, as incertezas e as duvidas que ficam no ar. Aqui será o espaço para acabar com algumas

A gravidez é um momento único na vida duma mulher, durante todo o tempo são enumeras as perguntas que ficam sem resposta, as preocupações com o nosso bebé, as incertezas e as duvidas que ficam no ar. Aqui será o espaço para acabar com algumas

Tudo Sobre a Gravidez

01
Nov12

Exercício pós-parto

adm

Como, quando e onde fazer?



 

Já todas nós ouvimos falar dos vários benefícios do exercício após o parto.

 

 

Recuperação do pavimento pélvico e da musculatura abdominal; recuperação mais rápida do peso pré-parto; prevenção de lesões; melhora de postura; alívio de dores e todo um treino para manutenção de uma boa forma física são só alguns que poderemos enumerar.

 

 

Para a rotina do dia-a-dia, o retorno a uma atividade física, irá certamente ajudar a melhorar o humor, a controlar o stress da nova função de ser mãe e também ajudar na qualidade do sono, devido às endorfinas (neurotransmissor que atua como analgésico e traz sensação de bem-estar) libertadas durante o exercício.

 

 


Como escolho o local, para fazer a minha recuperação pós-parto?

 

 

Existem atualmente um sem número de locais, que mencionam efetuar aulas de recuperação pós-parto. Deixamos-lhe algumas dicas que deverá levar em consideração:

 

 

- Procure um local com um Profissional especializado em Exercício físico na gravidez e pós-parto, que proporcione aulas em grupo.

 

 

Para além de ser imprescindível, que tenha um profissional que saiba prescrever exercício específico verá que todo o convívio com outras recém-mamãs e troca de experiências será benéfico para si e a libertará de muito stress.

 

 

- Verifique se o local faz uma avaliação física e testes específicos para a prescrição de exercício no pós-parto.

 

 

Itens como verificação da diástase abdominal; incontinência urinária; retenção de peso são alguns dos pontos essenciais. Todo e qualquer exercício abdominal deverá ser evitado, até o total fortalecimento da sua musculatura pélvica. A recuperação correta deverá ser de dentro para fora, dos músculos distais para os proximais.


- Opte por um local, em que possa levar o seu bebé e que ele fique perto de si, assim como possa até integrar algumas aulas.

 

Neste caso terá a vantagem de não ter a preocupação de ter de deixar o bebé, principalmente, se estiver a amamentar.

 

 

- Verifique a partir de quanto tempo, após o parto, autorizam o início das aulas.

 

 

Um trabalho de pós-parto, somente de recuperação pélvica, poderá ser iniciado após 1 ou 2 semanas depois do parto.

 

 

No entanto, se o que procura são aulas de exercício físico, tenha em atenção que deverá esperar cerca de 4 semanas após um parto vaginal e até 6 semanas, se tiver tido parto por cesariana (diretrizes das principais entidades internacionais de pesquisa na área de exercício na gravidez e pós-parto).

 

 


Retorno gradual e porquê?

 

 

Todas as recém-mamãs procuram quase exclusivamente uma única coisa. “Quero perder o peso que ganhei!” ou “quero perder rapidamente esta barriga!” Temos uma má notícia para si!

 

 

O seu corpo sofreu transformações durante 9 meses. Acha que ele terá “obrigação” de ficar em forma passado 1 ou 2 meses?

 

 

Considera-se o período de puerpério, entre o parto e a normalização das mudanças fisiológicas ocorridas.

 

 

Regra geral, estabelecem-se 40 dias de duração desse estado, no entanto, estudos comprovaram que as alterações cardiovasculares por exemplo, chegam a demorar cerca de 6 meses a voltar aos níveis pré-parto. Entidades internacionais de estudos e pesquisas nesta área, consideram que o período de pós-parto, poderá levar até 1 ano.

 

 

Aguarde o tempo que mencionamos atrás, 4 semanas após parto normal ou 6 semanas após cesariana. Espere que o seu sangramento cesse e em caso de episiotomia, espere que a dor passe totalmente.


Fazer muito exercício e muito cedo será prejudicial para si. Os seus níveis hormonais não estarão estabilizados, a sua estrutura muscular e articular ainda estará fragilizada. O objetivo deverá ser o da reabilitação fisiológica e funcional e não o treino para rendimento.

 

 

Damos-lhe um exemplo: no pós-parto existe uma baixa grande do nível de cortisol (hormona de adrenalina). Esta é necessária durante o exercício para o aumento da batida cardíaca e da respiração, proporcionando mais fluxo sanguíneo para os músculos.

 

 

Ao efetuar um exercício a um nível elevado gastará as suas reservas de adrenalina, ainda antes de estas terem sido repostas. Em vez de beneficiar com o exercício, sentindo-se com mais energia, este irá esgotá-la ainda mais.

 

 

Quando iniciar o seu programa de atividade física lembre-se que comer bem, tornar-se-á ainda mais importante, principalmente se estiver a amamentar, pois o seu corpo necessitará de cerca de 500 calorias extra, para a produção do leite.

 

Não será hora de dietas, mas sim de continuar (ou iniciar) uma alimentação rica e equilibrada, com todos os nutrientes necessários.Tendo isso em atenção e hidratando-se sempre muito bem, verá que o exercício em nada prejudicará o aleitamento do seu bebé!

 

 

O nascimento do seu bebé; as novas tarefas; as novas funções; a transformação do seu corpo; o pouco descanso, todos estes aspetos, são novas exigências, físicas e psicológicas.

 

 


A melhora do aspeto físico, trará certamente benefícios, fará principalmente com que não se esqueça de si!

 

 

Sofia Amorim


fonte:http://familia.sapo.pt/

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Politica de privacidade

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D